Domaine La Colombière – Amor e generosidade extremos

Depois de um dia de estrada a mais de 30 graus, chegamos à La Colombière e fomos recebidos com um banho de piscina refrescante e um aperitivo regado a Colomboules, o espumante natural rosé, que nos conduziu pela história  do domínio , um grande encontro o da Diane e Philippe e duas reconversões, a dos pais da Diane quando, já com 45 anos, adquiriram o domínio e a do Philippe, advogado de uma grande empresa em Paris que virou vigneron.

20 hectares de vinhedo estruturado por parcelas de pequeno tamanho sobre solos diferentes. Que recebe um tratamento dependendo da casta, do solo, da inclinação e orientação, da disponibilidade de água. As bases biodinâmicas são aplicadas para cada casta, levando em conta sua idade e cada parcela de uma maneira minuciosa, as infusões são feitas com as ervas e matos que crescem na parcela, mais uma vez utilizando produtos locais. Philippe “escuta” o que cada casta precisa em relação ao terreno (solo, insolação e biodiversidade).

Philippe tem várias ideias para o seu vinhedo que vão sendo criadas desenvolvidas, implementadas e testadas proporcionalmente ao conhecimento do terroir, e das castas… Podemos esperar com certeza novidades vindas das novas parcelas de Chenin, de Bouysselet, etc…além da Negrette que é o carro chefe do domínio.

Já estou com saudades do tempo que passei na casa dos Cauvin !!!

06.07.15