Garrafa Desasnada 11 – Conservação de vinhos naturais

Desasnar o vinho …. não é fácil, pois com ou sem intenção muitos pontos importantes são ocultos ao bebedor comum, reles mortal…. e desta vez entrando em dados mais  técnicos.
Desasnar é descomplicar … DESASNANDO a CONSERVAÇÃO DE VINHOS NATURAIS

Assunto polêmico que muitos clientes nos perguntam: “O transporte e a estocagem dos seus vinhos são refrigerados? ” -Sim sim, mas não é simples assim….

Para responder, vamos destrinchar o nosso processo pois transparência é um valor de base da Garrafa Livre:

0d9a0665

Armazém do Pothiers

    1. No produtor – normalmente, os vinhos permanecem estocados em cantinas naturais ou em armazéns refrigerados, ambos a 12 graus centígrados.
    2. Transporte produtor-porto, evitamos os meses de julho e agosto, picos de temperatura no Hemisfério Norte, e somente liberamos a carga do produtor para o porto quando a estufagem do contêiner é confirmada para os dois dias subsequentes.
    3. img_0679

      Estufagem do contêiner

      Estufagem do contêiner e embarque – a estufagem, processo de encher o contêiner, é completada em no máximo 1 dia, e no dia seguinte o conteiner é carregado no navio que parte no mesmo dia.

    4. Contêiner,
      reefercontainer01

      Contêiner Refrigerado

      trabalhamos apenas com conteiners refrigerados, temperatura de transporte 12 graus centígrados de porto a porto. Utilizamos conteiners refrigerados pois as temperaturas de conteiners normais na linha do equador chegam a 52 graus centígrados.
       

    5. porto-2

      Coleta de amostras para análise

      No Porto brasileiro – UH LALÁ !!!!! Daí é pressão total para: 1) coleta das amostras de vinhos para análise pelo MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento), abrem todos os paletes, e em paralelo 2) dar entrada dos documentos na Receita Federal… No porto e no armazém alfandegado para onde o contêiner é transferido, ele é mantido refrigerado a 15 graus centígrados. E depois de no máximo 5 dias o contêiner é liberado e parte para o nosso estoque.

    6. Do porto ao nosso estoque – cedo pela manhã o transporte de 2 horas é feito no mesmo contêiner.
    7. No nosso estoque – conseguimos criar um estoque enterrado, que é mais ecológico e gasta
      garrafalivre-estoque

      Nosso estoque – a caverna de Ali baba!

      menos energia para manter nossos vinhos resfriados. Isolamos as paredes e porta, preparamos os porta-paletes e instalamos a unidade de climatização que regula temperatura e umidade.

    8. Entrega aos clientes – reduzimos a manipulação, concentramos os pedidos para não sobrecarregar termicamente  o estoque, fazemos isso à noite ou pela manhã, e despachamos o mais rápido possível. Recomendamos entregas expressas.

 

Para quê tudo isso?

Para proteger os vinhos da perda de estabilidade fisico-química e assim evitar o possível reinício de fermentação, através das bactérias presentes no vinho.

O Vinho é vivo, ele pode evoluir ou regredir, um dia ele pode não estar legal, e no dia seguinte, ou no ano seguinte fenomenal !

Aceitar que o vinho é vivo, é aceitar que ele pode mudar de gosto sem colocar em jogo a qualidade.

Ao contrário: esperar um vinho “igual” em diversos momentos para uma mesma safra ou de diversas safras, é esperar que o vinho seja um líquido morto, estéril. Isso pode se esperar de vinhos industriais, também chamados de vinhos químicos ou vinhos técnicos, mas não de vinhos naturais.