Domaine

Vinho Tinto
Apelação AOC Côte Roannaise rouge
Castas 100% Gamay Saint Romain
Solo  Granito

Vinificação Uvas colhidas à mão com triagem direto na vinha. Seleção de vinhas antigas, 2/3 desengaçadas, 12 dias de maceração, remontages, délestages.
Maturação
11 meses em barril

Degustação Perfumes complexos de frutas cristalizadas e de especiarias, que demora na boca, com uma estrutura ampla e taninos delicados.

Harmonização Carnes grelhadas ou cozidas com molhos bem ricos, boeuf bourgignon, pequenas caças, queijos bem maturados.

Potencial de guarda 5 anos

vinhos, vigneron

Agora sim, os novos VINHOS da Garrafa Livre

Os NOVOS VINHOS são 27 novas referências ! 10 novas safras de vinhos que já importamos. seis novos produtores. Mantendo a qualidade de nossa seleção ampliamos o número de produtores, de regiões, de referências por produtor e reduzimos os volumes importados… 

Os SEIS novos vinhateiros, e os VINHOS que estão no navio chegando no Brasil de cada um deles:

Patrice Hugues-Béguet um vinhateiro jazzy “na playlist” ou “na fita”, dependendo da sua idade! 4 hectares no Jura, mais uma exclusividade da Garrafa. Pequena produção e  poucas pessoas o distribuem mas encontramos seus vinhos em Paris, Tokyo, NYC e em breve São Paulo! Um trabalho minucioso em tintos e brancos. Surpresa total.
– Ploussard 2016 – tinto
– So True 2016 – tinto
– Orange was the color of her dress 2016 – branco/laranja

Thierry Germain, reconhecido pela qualidade do trabalho, perfeição dos vinhos e pessoa de uma humanidade ímpar… Saumur-Champigny em grande estilo: fineza, complexidade, e presença ! Muitas coincidências da vida me fizeram encontrar Thierry Germain… um grande amigo tem uma propriedade familiar na frente do Domínio des Roches Neuves… de Thierry, e me apresentou aos seus vinhos há muito tempo, seleção feita antes da Garrafa Livre nascer !
– Les Roches 2016 – tinto
– L’Insolite 2016 – branco

Domínio Vallat d’Ezort, do Gard, uma descoberta nas Gargantas do Tarn, mais especificamente em Sainte-Enimie, pequeno e magnífico vilarejo ao norte dos Cévennes, num pequeno cavista com vinhos naturais da região…. à um calor de quase 40 graus… com amigos queridos, e há muito tempo… conhecemos alguns vinhos deste pequeno domínio em Sauvignargues feitos por Manuela e Frederic Martin…. trabalho de formiguinha recuperando vinhedos, ouvindo o que a terra, os tipos de uvas e as parcelas “falam”.
– Alegria Rouge 2016 – tinto
– Alegria Rosé 2016 – rosê
– Fantastica 2013 – tinto
– Estrella 2011 – tinto

Domínio Causse Marines… no Gaillac. Havia sido selecionado há mais de 3 anos… mas os caminhos da vida nos distanciaram e recentemente nos aproximaram! Queridos Patrice Lescarret e Virginie Maignien, uma explosão de felicidade ! Com seus trocadilhos , suas uvas autóctones, suas belezas interiores, os camundongos do site, e amigos, muitos amigos… uma propriedade linda e acolhedora e vinhos extremamente ricos em diversidade sem perderem a precisão … Ah Gaillac….
– Peyrouzelles 2016 – tinto
– Du Rat… de Paquerettes 2016 – tinto
– Zacmau 2015 – branco
– Greilles 2016 – branco
– Presqu’ambulles 2015 – espumante branco / PetNat

São Paulo, oops, Provença… Karina e Guillaume Lefèvre do Domínio de Sulauze, no sol da Provença, uma paulistana que faz vinho com um francês ! Vamos começar com o petnat (Petillant Naturel – espumante natural) … mas a parceria promete ! Muitas visões e amigos em comum. Um belo encontro, em casa de amigos, e indicado por muitos outros amigos.
– Super Modeste 2016 – espumante branco / PetNat

Champagne Laherte Frères…. “Champagne per brindare un incontro….” encontrar com Aurélien Laherte há quase três anos, considerado em 2017 como o 15o melhor produtor de Champagne no Guide des Meilleurs Vins de France – RVF “15ème meilleur domaine Champenois. Le domaine monte en puissance.” assegura que estamos no caminho certo. Passinho passinho sempre com muita qualidade.
– Extra Brut Ultradition – espumante branco
– Blanc des Blancs Nature – espumante branco
– Rosé de Meunier – espumante rosê

E nossos amigos vinhateiros já conhecidos, com belas novidades de cuvées e de safras….

Colombière
Vinum 2016 – tinto
Jacquaires 2016 – branco
Vin Gris 2016 – rosê
Jean-Philippe Padié
Calice 2016 – tinto
Fleur de Cailloux 2016 – branco
Le Pacha 2015 – tinto
Olivier Pithon
Cuvée Laïs Blanc 2015 – br
Cuvée Laïs Rouge 2015 – tto
P. Noir 2016 – tinto
P. Gris 2015 – branco
P. Blanc 2016 – branco
Riesling 2016 – branco
Gewurztraminer 2015 – branco

Pothiers
Réference 2016 – tinto
Domaine 2016 – tinto

Sénéchalière
La Bohème Large 2015 – branco
Folle Blanche 2016 – branco
Mortier
P’Tite Vadrouille 2016 – tinto
Pins 2015 – tinto
Dionysios 2015 – tinto

Estão no meio do Oceano Atlântico… em breve disponíveis no Brasil….

DESTAQUE do MÊS – Julho17 – CLOS DU PUY 2014

DESTAQUE do MÊS – Julho 17 – CLOS DU PUY 2014

Ainda no inverno, faz mais frio…

Outro de nossos tintos fáceis de beber sem perder a originalidade e a perfeição deste vinho de Gamay St Romain, uma variedade da uva Gamay especifica da Côte Roannaise , Vale do Loire perto de Roanne. Domaine des Pothiers, sob a batuta do Romain Paire, que foi eleito em 2014 pela RVF (Revue des Vins de France) uma “descoberta”  na França.

Clos du Puy é o vinho que tem que ser provado !

Tem os taninos bem arredondados, sem perder a personalidade e trazendo aromas e gostos de frutas vermelhas quase em geleia… e umas especiarias que deixo pra vocês descobrirem quais…

Vai bem com queijos de ovelha e de vaca bem afinados, com um grelhado ou churrasco, com uma costela na brasa, e para beber com amigos. Combinação ousada mas bem plausível é de acompanhar uma bela moqueca de peixe gordo à baiana, ou mesmo uma moqueca de banana da terra à baiana… mas isto deixamos pra vocês testarem.

Além de produzirem vinhos de personalidades o Domínio dos Pothiers cria gado de qualidade, que fornece diversos restaurantes top na França, e também cereais. e frutas uma tradicional policultura, como existia do passado francês e hoje são bem mais raras.

Onde estão localizados nossos vinhateiros?

Vários amigos pediram para fazermos um mapa com a localização na França dos nossos vinhateiros…

Outros nos falaram, “- Vocês nao tem nada do Vale do Loire?” e nossa resposta “Temos três bem diferentes: Pothiers, Mortier e Sénechalière, é um rio longo o Loire”

Outros ainda, “- Vocês trabalham apenas com vinhos do Sul?” e nossa resposta: “- Não, temos vinhos do Loire e da Alsácia também !!”

Aì vai…. daqui a pouco tempo teremos que adicionar mais uns pontinhos :-))))

Degustação Loire em Cena

Affiche_2016-213x300

Depois de mais de 24 horas chovendo sem parar, estiou e corri para a beira do Sena para provar as safras 2015 de alguns produtores do Loire, e claro… apenas dos que fazem vinhos naturais…

Bons reencontros e interessantes encontros ! desde o Cotes Roannaises, passando pelo Menetou-Salon, Sancerre, Angevin e Muscadet….. uma bela viagem em direcao ao mar navegando nos vinho do rio Loire….

Sempre buscando um vinho interessante para levar para o Brasil!

IMG_0015 IMG_0014 IMG_0626 IMG_001623/05/2016

Pauleira nos Pothiers – 1 de Maio

3èmepaulée-savethedateA 3a paulée dos Pothiers

Pra quem passar pela França neste Domingo 1o de Maio 2016, a partir de 15h 

No programa:
> Encontro com os vignerons
> Visita à propriedade
> Degustações (Hors Pistes, Clos du Puy e Reference)
> Lançamento do novo vinho “Eclipse ”
> Apresentação do novo vinho parcelar  “La Chapelle”
> Jantar e festinha :-)))

Com a presença dos seguintes vinhateiros:
Vincent Caillé – Muscadet
Fabien Jouves – Mas del Périé – Cahors
Hubert Piel – Clos St Fiacre – Orléans
François Villard – St Joseph & Condrieu
Nicolas Gaignon – Le Loup Blanc – Minervois
Olivier Zohar – Terre des Chardons – Costières de Nîmes
Thierry Michon – Fiefs Vendéens
Christine et Jean Yves Millaire – Château Canon St Michel – Fronsac
Grégoire Rousseau – Domaine Coquelicot – Bergerac
e outros….
Interessados contactar diretamente o Romain Paire, mencionando que são amigos da Garrafa Livre do Brasil !!!! Escreve em francês ou em inglês, né !

Référence

2183Vinho Tinto
Apelação 
AOC Côte Roannaise rouge
Castas Gamay Saint Romain
Solo Granítico

Vinificação 1/3 desengaçadas, maceração de 6 dias, remontagens, leve transferência de tonéis
Maturação 5 à 8 meses em tanques

 Degustação Vinho típico da apelação Côte Roannaise, muito aromático (morango, framboesa, cassis, cereja…), suave e redondo na boca, tem um final com uma leve estrutura de taninos.
Harmonização Carnes brancas, grelhados, embutidos, ou simplesmente no aperitivo.
Potencial de guarda Até 3 anos

vinhos, vigneron

Clos du Puy

clos-du-puy-2011-domaine-des-pothiers

Vinho tinto
Apelação 
AOC Côte Roannaise rouge
Castas Gamay Saint Romain
Solo Granítico, vinho proveniente de um local com exposição sudeste, um microclima e um “terroir” fora do comum

Vinificação 3/4 desengaçadas, maceração de 16 dias, remontagens, leve transferência de tonéis,
Maturação 11 meses em tonéis de 500 litros, de 1 à 5 anos de idade, sem usar madeira nova

Degustação Vinho concentrado e complexo que alia notas frutadas, de especiarias e de madeiras. Na boca uma ampla estrutura de taninos à qual a maturação em tonéis traz fineza e equilíbrio.
Harmonização Costela de boi, cozidos, queijos refinados…
Potencial de guarda Até 8 anos

vinhos, vigneron

Degustações em Paris Novembro e Dezembro

Passada a colheita e as vinificações, as degustações recomeçam com tudo !

Num momento que lutamos para enviar o primeiro contêiner ao Brasil, já estamos olhando lá na frente… Novidades à proa !!!!!

Sábado 7 de Novembro na Cave des Papilles, encontraremos com o Théo Milan, na real real, almoçaremos juntos antes da degustação, para fazer uma degustação privada Garrafa Livre !!!

Domingo 8 de Novembro no Salão Marjolaine Bio, no meio de 550 expositores, encontraremos com o Fabien Boisard, do Domínio do Mortier…

Screen Shot 2015-11-04 at 10.32.06

Na Segunda 9 de Novembro a vez da Biodyvin, onde encontraremos a Diane Cauvin da La Colombière, com quem já tomamos vários copos ontem no Sauvage :-) e conversamos bastante sobre o que está por vir, o que eles estão testando, o mercado na França, no Brasil… Encontraremos também com o Romain Paire dos Pothiers, que virá com seus vinhos de Gamay Saint-Romain – razão pela qual o Romain se chama Romain !!!

Screen Shot 2015-11-04 at 10.35.23

E em Dezembro, tem o peniche dos Vignerons en Seine – claro que tem trocadilhos com múltiplas interpretações entre Seine o rio e Saine que é “são, saudável”, e a que gostamos mais é “en Saine” com Insaine de “insanos, malucos” :-))) Vai do gosto do freguês !!! e lá encontraremos o Jean-Philippe Padié, e novamente o Théo Milan e a Diane Cauvin !! Agitados amigos que não param de beber !!! E mais uma lista de outros vinhateiros que reencontraremos para provar seus vinhos e discutir possíveis parcerias !!!!

Vignerons en Seine

marjo_web_728x90

marjo_web_728x90

marjo_web_300x250

marjo_web_300x250

https://i2.wp.com/www.salon-marjolaine.com/site/assets/files/1733/marjo_web_300x250.jpeg

https://i2.wp.com/www.salon-marjolaine.com/site/assets/files/1733/marjo_web_300x250.jpeg

https://i2.wp.com/www.salon-marjolaine.com/site/assets/files/1733/marjo_web_300x250.jpeg

Naturebas 2015

A AVANT PREMIÈRE da GARRAFA LIVRE

IMG_7138No final de semana de 1 e 2 de agosto, participamos da feira Naturebas 2015, com muitos vinhos naturais e produtos artesanais, no restaurante Saint VinSaint na Vila Nova Conceição em Sampa !

A Lis Cereja e o Ramatis, proprietários do Saint VinSaint, eternos defensores do vinho natural emplacaram com um sucesso enorme a terceira edição do Naturebas !

Os bebedores, eram tantos que os ingressos para os dois dias esgotaram uma semana antes do evento, encontraram vários produtos para ornar e acompanhar os vinhos nacionais brasileiros, espanhóis, portugueses, chilenos e franceses é claro! Havia queijos afinados, embutidos e pães de pequenos produtores artesanais brasileiros que valem muito a pena conhecer!

O primeiro evento, a gente nunca esquece !

IMG_7189Já há tempos no projeto do Garrafa Livre, já com empresa, site internet, instagram e facebook, seleção de vinhos, contato próximo com os vinhateiros…. mas o teste de fogo foi no Saint VinSaint (São Vicente, padroeiro dos vinhateiros) e, na real, foi fogo…ficamos tensos, estressamos para ter os vinhos, mas foi ar…. respiro e alegria de ver a recepção dos nossos vinhos, nas expressões de emoção, nos descobrimentos de novos aromas e gostos… e é claro, foi água…. convertida em vinho pela terra+plantas+homens e versada em copos e também nas lágrimas de emoção … “e a terra, não tem?” tem sim, estávamos presentes, conscientes, enraizados em Sampa e na França, fazendo o que acreditamos…

Bebemos com velhos amigos, com novos amigos, com futuros clientes, com colegas, com produtores… nos divertimos demais, e nos sentimos muito acolhidos pelo público, a nossa seleção foi mais que aprovada !!! Um momento de real partilha !

“OK, a feira foi show, muita gente, super encontros mas e os vinhos, Pierre-Antoine?”

IMG_7135Para os vinhos do Padié, dois tipos de reação: Petit Taureau teve uma ótima aceitação principalmente pelas mulheres. Bela surpresa para os amantes de vinho natural: Calice – mineralidade equilibrada pela fruta e redondo na boca, fresco e jovem.

Milan… MGO é o vinho com mais vibe natural, cheira a vinho natural – detona o nariz ! Um enorme sucesso desta vez com os homens… viva a cor-de-rosa do Milan !

Alguns conhecedores notaram rapidamente a diferença dos Gamays St.Romain dos vinhos do Pothiers com os Gamays do beaujolais. Référence e Clos du Puy tiveram uma super aceitação!

Resumindo, temos vinhos para todos os gostos !

Temos que agradecer à Lis, ao Ramatis e ao Léo por terem feito o Naturebas 2015, por continuar a investir muita energia no que amam, por nos ter em guardado um espaço, e por acreditar na gente. Merci, merci et merci !